A CRISE

Era uma vez...

Um homem que vivia à beira de uma estrada e vendia cachorro quente. Ele não ouvia bem, por isso, não tinha rádio. Ele tinha problemas com os olhos, por isso não lia jornais... Mas ele vendia bons cachorros quentes.

Colocava cartazes pela estrada, fazendo propaganda da qualidade dos produtos em voz alta, e o povo comprava.

Lentamente foi aumentando a venda, e também aumentava cada vez mais a compra de carne e pão. Também comprou um fogão maior para melhor atender os fregueses, e o negócio prosperava.

Conseguiu dar boa escola ao filho. Finalmente o filho, já formado, voltou para casa, para ajudar o pai.

- Mas então não ouve rádio, não lê jornais?

- Há uma grande crise no mundo. A situação na europa é terrível. A situação aqui no país é ainda pior. Tudo está indo pro vinagre!

O pai pensou:

- "Bem, meu filho estudou, lê jornais, ouve rádio, só pode estar com a razão".

O pai foi diminuindo as compras de carne e pão. Tirou os cartazes de propaganda. Já não mais forçava as vendas em voz alta, abatido pela noticia da crise.

As vendas foram caindo, caindo....

Então o pai falou para o filho...
- Você estava certo, meu filho, nós certamente estamos no meio de uma grande crise.